Canção - Ainda bem

Postado segunda-feira, julho 31, 2006



Vanessa da Mata - Ainda Bem


Ainda bem,
Que você vive comigo
Por que senão,
Como seria essa vida:
Sei lá, sei lá.

Nos dias frios,
Em que nós estamos juntos
Nos abraçamos,
Sobre o nosso conforto
De amar, de amar.

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me mandam são fato,
O nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Ainda bem,
Que você vive comigo
Por que se não,
Como seria essa vida:
Sei lá, sei lá!

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me mandam são fato,
O nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Entre tantos outros,
Entre tantos séculos,
Que sorte a nossa, hein?
Entre tantas paixões,
Nosso encontro, nós dois,
Esse amor.

Entre tantos outros.
Entre tantos séculos,
Que sorte a nossa, hein?
Entre tantas paixões,
Esse encontro, nós dois,
Esse amor...
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Bom, a canção fala por si mesma. Sorte de quem encontra seu verdadeiro amor, e, nele, a cumplicidade, o respeito, o carinho mútuo. Boa semana a todos.

Foto de minha autoria. Entardecer na Lagoa da Pampulha, Belo Horizonte/MG.

» Comentários 2 | edit post

2 Reply to "Canção - Ainda bem"

  • Labellaluna® on 12 de agosto de 2006 11:36

    Com certeza... sorte de quem encontra...
    Estou voltando aos poucos e vim matar saudade...
    beijo grande

    http://puralua.zip.net
    http://nabolsadamulher.blospot.com
    http://nosbaresdavida.zip.net
    http://newsblog.com.br

     

    Michelle on 30 de agosto de 2006 18:05

    Anda inspirado,hein samurai!!!rss
    Parabéns,mais uma vez,pelo bom gosto musical! bjs...