Depois da tempestade, vem a bonança

Postado terça-feira, outubro 24, 2006


Para a maioria das vidas, as coisas vem ou acontecem em fases. Ter ciência disso traz alguma esperança, algum consolo. Por isso, há de haver esperança nos momentos ruins e bom proveito nos bons. É preciso atentar para os sinais, por mais simples que possam parecer.

Não abandonei o blog. Só estou meio sem tempo e com muitas prioridades simultâneas. Mas ainda arrumo um tempinho pra espairecer por aqui.

Agradeço as visitas. Fiquem com Deus. Ou melhor, estejam em Deus!

» Comentários 3 | edit post

Canção - Ainda bem

Postado segunda-feira, julho 31, 2006



Vanessa da Mata - Ainda Bem


Ainda bem,
Que você vive comigo
Por que senão,
Como seria essa vida:
Sei lá, sei lá.

Nos dias frios,
Em que nós estamos juntos
Nos abraçamos,
Sobre o nosso conforto
De amar, de amar.

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me mandam são fato,
O nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Ainda bem,
Que você vive comigo
Por que se não,
Como seria essa vida:
Sei lá, sei lá!

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me mandam são fato,
O nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Entre tantos outros,
Entre tantos séculos,
Que sorte a nossa, hein?
Entre tantas paixões,
Nosso encontro, nós dois,
Esse amor.

Entre tantos outros.
Entre tantos séculos,
Que sorte a nossa, hein?
Entre tantas paixões,
Esse encontro, nós dois,
Esse amor...
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Bom, a canção fala por si mesma. Sorte de quem encontra seu verdadeiro amor, e, nele, a cumplicidade, o respeito, o carinho mútuo. Boa semana a todos.

Foto de minha autoria. Entardecer na Lagoa da Pampulha, Belo Horizonte/MG.

» Comentários 2 | edit post

Canção - Vagalumes

Postado segunda-feira, julho 10, 2006

Vagalumes
Affonsinho

Vagalumes lá no breu do céu
Tanta estrela no riacho e eu
Feito um sapo solitário até
Quase louco atrás de um beijo seu
Tanto apartamento pra alugar
Nosso casamento pra acontecer
Um cha de panela pra esquentar
Nosso amor e nosso bem-querer

Vê se cabe no fundo da panela
Uma ponta do mel do seu cabelo
Um azul de voar pela janela
Uma letra de canção de amor
Sorte e giz de jogar amarelinha
Pó de chuva de molhar devagarinho
Caracol de carregar a nossa cama
Na montanha do nosso caminho

Vagalumes lá no breu do céu . . .

Vê se casa no nosso casamento
Uma lata igual à do poeta
A resposta que voa pelo vento
Duas asas de andar de bicicleta
Zigue ziguezigue, bailado de libélula
Chocolate, uva doce e casadinho
Uma gota do sol na nossa vela
E uma brisa da flor do seu cheirinho

Vagalumes lá no breu do céu . . .

Blog do Affonsinho: http://affonsinho.blogspot.com/
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Essa canção me encanta pela beleza, simplicidade e poesia com que trata a cumplicidade de um amor. Muita gente não se dá conta da essência, se perde (como eu mesmo já me perdi...), seja na imaturidade, no egoísmo ou no medo... e o que era pra ser uma bonita história de amor, acaba se transformando em momentos quase obrigatórios e frios, iniciados ou terminados por distantes "bom dia" ou "boa noite"...

Se você ainda tem um amor, fique atento ao essencial... cuide, seja inteiro; e também exiga cuidado. Sim, um amor, um relacionamento, é uma via de mão-dupla.

Foto tirada por mim, no Parque das Mangabeiras, em junho de 2006.

Até.

» Comentários 2 | edit post

Paz na Lua

Postado quinta-feira, maio 18, 2006

Tirar foto da lua não é tarefa das mais fáceis. Especialmente quando não se tem boas lentes de zoom. Mesmo assim ouso publicar esta foto de minha autoria, pois a lua estava linda ao nascer, fato este presenciado por mim e por minha filhinha.

Contemplar a lua, bem como outras criações belíssimas de Deus, traz uma serenidade, uma paz de espírito. E isso, por meio desta imagem, venho partilhar com vocês.

Tenho estado ausente deste blog, em decorrência das correrias diárias. Mas é um espaço que pretendo manter, ainda que poste menos do que gostaria.

"Cuide bem do seu amor, seja quem for..."

Uma boa semana a todos! Shalom!

» Comentários 2 | edit post

Magia do crepúsculo

Postado segunda-feira, abril 17, 2006



Essa foto foi tirada por mim, no Parque das Mangabeiras, em Belo Horizonte. É um lugar maravilhoso, onde busco refúgio para me reencontrar, para encontrar paz.

Dia 18 de abril foi meu aniversário. Mais um ciclo que se fecha...

Termino com um trecho de Victor Hugo, transformado em canção por Frejat:

"Eu te desejo muitos amigos
mas que em um você possa confiar
e que tenha até inimigos
pra você não deixar de duvidar "

Boa semana a todos! Que esta foto possa dar um gostinho da presença de Deus em nossas vidas, permeando nosso cotidiano, muitas vezes sem que percebamos. Shalom!

» Comentários 4 | edit post

Ouve-me!

Postado sábado, fevereiro 18, 2006


"Ó Deus ouve o meu grito, atende à minha prece.
Desde os confins da terra eu te invoco, de coração abatido.
Eleva-me sobre a rocha! Conduze-me!
Porque tu és o meu refúgio, minha torre forte diante do inimigo.
Vou habitar para sempre na tua tenda, vou abrigar-me no amparo de tuas asas.
Pois tu, ó Deus, ouvirás os meus votos, e me darás a herança dos que temem o teu nome."
Salmo 60; 2-6

Uma pausa na correria: pra lembrar que temos um Pai atencioso; que não podemos nem devemos dar conta de todas as dores sozinhos; que devemos ter fé e sermos fortes.

Foto de minha autoria. Visite minha galeria no Olhares: www.olhares.com/neotatu

Abraço a todos! Shalom!

» Comentários 2 | edit post

Janeiro: mês dos impostos

Postado sexta-feira, janeiro 13, 2006


Não bastasse acumularmos as dívidas com as compras de Natal e termos de preparar o bolso para a lista de materiais dos filhos, neste mês de janeiro ainda somos agraciados com os tradicionais impostos impostos pelo poder público.

Não, não errei ao digitar por duas vezes a palavras "impostos". Me referi à imposição mesmo. São tantas a siglas que me perco: IPVA, DPVAT, IPTU...

O poder público é como um "buraco negro": suga tudo à sua volta e nunca se dá por satisfeito. A POLITICAGEM tem um apetite voraz, e a corrupção, presente em todas as camadas sociais, sem distinção de raça, credo, cor, sexo ou posição na pirâmide social, corrói a democracia e a dignidade humana. Ao menos isso é democrático! :)

Corrupção em todos os níveis. Isso mesmo. Não é exclusividade de quem trabalha de terno e gravata. O pipoqueiro ao por menos pipoca no saquinho e tentar enrolar o comprador, ou pior, uma criança, está sendo corrupto. A salgadeira que usa produtos de segunda ou faz a massa da coxinha grossa demais para economizar no recheio também está sendo corrputa!

Difícil. Não é fácil combater a corrupção, especialmente em nós mesmos. Mas é preciso começar, dar o primeiro passo, senão NADA MUDA, NUNCA! Como começar? Não sei, não direi. Apenas deixo uma sugestão: tente ter um novo olhar para as coisas comuns, busque um novo ponto de vista, abra a mente. Pense na grana que vai de impostos, pense no que poderia fazer com ela...

Isto não foi um post. Foi um desabafo! E você, o que acha?

» Comentários 8 | edit post

Trabalho de verão

Postado segunda-feira, janeiro 02, 2006


É triste constatar a situação financeira de alguns personagens antes famosos e ricos. Vejam este flagrante: estava eu curtindo minha única (isso é sério) e verdadeira semana de férias do ano em Nova Almeida, praia do Espírito Santo, quando me deparei com esta situação que me deixou chocado! O Mickey, isso mesmo o senhor Mickey Mouse, fazendo biscate de verão vendendo picolés caseiros nas praias capixabas! Isso é triste! :)

Aproveito a ocasião para desejar a todos os amigos, os próximos e os anônimos, um 2006 cheio de alegrias, saúde e prosperidade. Até para nosso amigo Mickey! Abraços!

» Comentários 3 | edit post