Dois pesos, duas medidas

Postado quinta-feira, fevereiro 17, 2011 ,

"Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço."


O poder público é repleto de incoerências, o famigerado "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço".
A BHTrans, uma das campeãs entre as empresas mais odiadas pelos belorizontinos, já nos brindou com vários (maus) exemplos (lembram do agente flagrado ao celular enquanto dirigia um veículo da empresa, em julho de 2008?).

Por ocasião da posse dos deputados eleitos para a nova legislatura, que se inicia em 2011, todo o entorno da Assembleia Legislativa estava agitado, vigiado e, lógico, tumultuado. Ao passar em frente à bendita e duvidosa "casa do povo", não pude deixar de observar e fotografar, evidentemente, uma moto da BHTrans estacionada em local proibido. Fosse moto de qualquer outra empresa não teria eu me motivado a fotografar, mas esta empresa, que não hesita em multar, que tem reduzido drasticamente as vagas para motocicletas na região do centro de BH e que não promove campanhas educativas, a indignação aflora.

Muitas pessoas tem casos assim pra contar. E você, já presenciou esse tipo de abuso vindo justamente de quem deveria ser o primeiro a dar exemplo? Conte pra gente.

» Comentários 1 | edit post

1 Reply to "Dois pesos, duas medidas"

  • Dennyse Bacelete on 19 de fevereiro de 2011 15:16

    Jota, já tou cançada de ver esses despaltérios pelas ruas. O pior é que não é só da BHTRANS, é da Polícia Militar, Polícia Civil, etc. Ou seja, todo mundo que deveria tar dando exemplo. Dia desses atrás, vi uma viatura da Polícia Civil, que além de estar estacionada embaixo de uma placa de proibido parar e estacionar, continha 4 "policiais-autoridade" dentro passando cantadas de baixo calão nas menininhas de 14 e 15 anos que saíam do colégio Pandiá Calógeras. É mole ou quer mais?